Por: João Marcos | 6 anos atrás

Ontem publicamos aqui sobre o “Conto do filho modelo” em Jaraguá do Sul, onde pais acusavam uma agência de modelos de tirar dinheiro das pessoas em troca de contratos que jamais existiram.

Foto: Eduardo Montecino

Pois então, o proprietário da agência de modelos, Orides Leffer, se defendeu das denúncias levantadas contra ele dizendo que as acusações de estelionato se tratam de calúnias e mentiras e que um “complô” estaria sendo armado contra ele. Ele afirmou que jamais prometeu trabalhos como modelos para pessoas que fizeram o cadastro na agência ou que teriam sido procuradas por caça-talentos. Ele se colocou a disposição da Polícia Civil para prestar todos os esclarecimentos. Além do mais ele explica que sempre deixou claro para as modelos que os seus trabalhos são de cunho regional e não voltados para outros estados e que todos clientes assinam um contrato dando direito ao uso de imagem.

A matéria completa sairá na versão impressa de amanhã do jornal O Correio do Povo, vamos aguardar e ver quais serão as explicações dadas.