Por: Anderson Kreutzfeldt | 08/01/2014

Abra a torneira da pia. Esse líquido incolor que chega até sua casa puro e sem cheiro é um luxo que 800 milhões de pessoas no planeta não podem ter. Quase um sétimo da população mundial vive sem água potável e tem menos de um dólar por dia para se manter. As mortes provocadas pela falta de água potável ou saneamento básico superam anualmente todas as outras mortes no mundo, incluindo aquelas provocadas pela guerra.

E quase 90% das 30 mil mortes semanais por falta de água potável ou de condições de saneamento no mundo são de crianças abaixo dos cinco anos de idade. Fez as contas? São 1,4 milhão de crianças no ano. A ONG charity:water (www.charitywater.org) trabalha desde 2006 para mudar esse cenário. Com uma estrutura online, ela arrecada doações para a construção de poços artesianos e estruturas básicas de saneamento em vilas e aldeias de países em desenvolvimento (África, Ásia, América Central e América do Sul). Um poço completo precisa de 6 mil dólares para ser montado.

Charity-Water-Pulsd.com_

O dinheiro arrecadado é 100% destinado aos poços, que são construídos por equipes nos locais e monitorados online. A entidade tem sua própria equipe, que trabalha em Nova Iorque ou nas regiões atendidas e também voluntários. Em 2013 a charity:water completou 10 mil poços abertos e 3,5 milhões de pessoas com acesso a água potável. A meta é chegar a 2020 com 100 milhões de pessoas atingidas. Cada doador pode ajudar com uma doação individual ou criar uma campanha online para arrecadar fundos a partir do site da charity:water.

O projeto que iniciou a ONG é a doação de aniversários: ao invés de presentes, você pode montar uma campanha online e pedir aos amigos que doem por meio de PayPal ou cartão de crédito ao longo do ano até o último dia do mês do seu aniversário. Um poço leva 18 meses para ser finalizado e nesse período a charity:water tem uma estrutura de acompanhamento online que mostra onde está sendo construído e como o dinheiro está sendo usado. O relatório é enviado para o criador da campanha e também para todos os doadores. A idéia da ONG é de Scott Harrison, fotógrafo e ex-promoter de festas e baladas de Nova Iorque, que iniciou charity:water no dia do seu aniversário de 31 anos, em 7 de setembro de 2006.

Ele promoveu uma festa e pediu aos amigos que, ao invés de presentes, doassem 20 dólares para abrir poços artesianos na África. Harrison arrecadou 15 mil dólares que se transformaram em seis poços artesianos num campo de refugiados em Uganda.

Segundo Harrison, “caridade é uma coisa prática. Algumas vezes é fácil, quase sempre inconveniente mas sempre necessária. É a habilidade de usar a posição de influência, dinheiro ou poder de uma pessoa para melhorar outras vidas. Caridade é um coisa única e atingível”. “O dicionário define caridade como o simples ato de doar voluntariamente para os que precisam. O termo deriva da palavra “caritas” ou amior. Na Bíblia há uma frase que diz ‘vista-se de caridade, que é a ligação com a perfeição’. Embora ainda esteja tentando entender todo o significado, eu amo a idéia de vestir caridade”, diz Scott Harrison.

via