Por: João Marcos | 6 anos atrás

Depois de anunciar o reforço na sinalização das 20 vias com maior índice de acidentes em Jaraguá do Sul, o diretor de Trânsito, Rogério Luiz Kumlehn, disse que a utilização de radares no trânsito de Jaraguá do Sul também pode ser revista nos próximos meses. “Hoje, o custo para uso destes equipamentos é elevado para o poder público municipal” argumentou o diretor.

De acordo com levantamento da própria diretoria o custo mensal pago à empresa que loca os equipamentos seria aproximadamente de R$ 328 mil/mês, R$ 4,05 milhões/ao ano. Hoje o sistema de monitoramento local é composto por 71 radares fixos, um móvel além da uma unidade OCR, equipamento que faz a leitura ótica das placas e traz instantaneamente informações sobre o veículo também conhecido como blitz eletrônica.

“Existem hoje formas alternativas e bem menos onerosas para garantir a segurança do trânsito de nossa cidade. Uma delas é o próprio reforço na sinalização de trânsito e a outra seria a adoção de mais faixas elevadas em frente a locais como escolas e postos de saúde” Segundo ele o contrato com a empresa Aliança Fotossensores de Blumenau terminaria em fevereiro deste ano, mas acabou sendo prorrogado por mais um ano pela gestão municipal anterior.