Por: Ricardo Daniel Treis | 17/06/2013

Olhava aqui a relação de links que havia salvo com conteúdo para postar no blog hoje, e não há um sequer que não seja associado às manifestações em São Paulo e a cadeia de eventos que sucedeu-se. Hoje mesmo já temos outros dois posts sobre reações que podem ser conferidos logo abaixo.

Como tudo tem circulado com velocidade e sido devorado na mesma intensidade, vou apenas replicar os links, que é pra não ser redundante com material mas também não deixar que ele passe batido pela revisão.

RECOMENDO
Este texto lindamente redigido por personagem que se intitula PM paulista, dando a perspectiva dele como cidadão mas também como pessoa responsável pela manutenção da ordem. “(…) Sou a favor do que defendem os manifestantes. Sou a favor da ação policial que evite ações violentas de manifestantes. Sou a favor de ações policiais não violentas. Sou a favor que cada policial militar paulista reflita sobre o que representa seu bastão erguido, seu espargidor acionado, seu tiro de borracha disparado.”

O relato de um rapaz indiferente ao movimento mas que acabou indo na passeata pra ver o que acontecia. É emocionante.

Artistas e personalidades finalmente começam a manifestar-se. Ontem o Sieber perguntou “Cadê os artistas?“, e realmente, acho que ainda faltam muitos por aparecer. Hoje o Laerte publicou uma charge, estou esperando pela do Angeli.

Advogados criam grupo para defender manifestantes presos, mais de 300 voluntários, lindo de ver. Outra boa da classe, estão compartilhando orientações jurídicas para quem for nas manifestações.

– Mais voluntariado: designer oferece gráfica para manifestantes imprimirem cartazes de graça.

– O válido tutorial “Como filmar uma revolução“.

Por que atirar contra jornalistas?

– Para participar de casa: pendure um lençol branco na janela.

– Para participar na rua: Jaraguá também vai ter passeata. Confiram, será quinta-feira, às 18h.

E vem muito mais por aí…