Por: Cláudio Costa | 2 anos atrás

O mês de dezembro chegou e, com ele, o período de alta temporada para a aviação comercial. Nessa época, que no Brasil se estende até o Carnaval, as companhias aumentam o número de voos, reforçam suas equipes e ficam mais rigorosas em relação aos horários de encerramento dos voos. O perfil dos viajantes muda, com menos executivos engravatados voando a trabalho e mais famílias, crianças e idosos aproveitando as férias. Os balcões de check-in ficam lotados, já que o número de passageiros despachando bagagens é bem superior aos demais períodos do ano.

Nesse sentido, confira dez dicas para ajudar você a voar tranquilo no período de alta temporada:

1 – Confira as informações dos voos e da hospedagem na véspera da viagem

1

Parece óbvio, mas quase ninguém faz isso. Acontece que o horário do seu voo pode ter sido alterado pela companhia aérea, você pode ter cometido algum erro no momento da reserva, na hora de selecionar a data, o voo, o nome dos passageiros, etc… Descobrir isso no dia da viagem pode transformar suas férias num pesadelo e custar caro. Evite transtornos entrando no site ou ligando para o call center da companhia aérea e do hotel, revisando atentamente todos os dados da sua viagem.

2 – Organize bem a sua bagagem

2

Inicialmente, saiba o que pode ser levado a bordo e as dúvidas mais comuns sobre o tema. Uma questão importante é ter consciência que o excesso de bagagem custa muito caro. Procure levar somente o necessário, facilitando a sua vida em todos os aspectos. É comum os turistas fazerem compras durante a viagem. Portanto, deixe sempre um espaço sobrando para trazer mais coisas sem precisar de bagagens adicionais.

Confira se a sua mala está em condições de enfrentar a próxima jornada. Afinal, uma mala quebrada no meio das férias não é a lembrança que você quer guardar de recordação… Lembre-se de identificar a sua bagagem por dentro e por fora, e de utilizar cadeado ou lacre para evitar furtos.

3 – Faça o check-in antecipado

3

É possível fazer o check-in pela internet ou smartphone com pelo menos 72 horas de antecedência na Avianca, Azul, GOL e TAM, em todos os voos domésticos e na maioria dos voos internacionais. Nas companhias aéreas internacionais, geralmente é possível fazer com 24 ou 48 horas de antecedência. Assim você garante os melhores assentos, caso não tenha reservado no momento da compra, além de ganhar tempo extra caso enfrente algum imprevisto no trajeto até o aeroporto. Se for conveniente, saiba que você pode antecipar o seu voo sem custo ou tentar um upgrade para a classe executiva em voos internacionais.

Atenção especial para a documentação necessária para o embarque em voos domésticos e internacionais. Mulheres casadas devem portar documento compatível com o sobrenome comprado na passagem, do contrário poderão ter embarque negado. Embarque de menores requer precaução adicional. Gestantes a partir da 28ª semana de gestação geralmente precisam apresentar atestado médico e declaração de responsabilidade. Consulte sempre a sua companhia aérea no caso de dúvidas.

4 – Pontue as milhas no programa de fidelidade de sua preferência

4

Já faz muito tempo que milhas e pontos se transformaram num negócio lucrativo para as companhias aéreas e para os passageiros. Não deixe para pontuar depois do voo, apesar de isso ser permitido. Nas companhias aéreas nacionais é possível pontuar com o número do CPF ou do cartão de fidelidade, no momento do check-in. Se o seu voo for em empresas de outros países, saiba que muitas vezes você pode acumular as milhas nas companhias aéreas parceiras ou da mesma aliança. Muitas têm parceria com as empresas do Brasil, facilitando a vida de quem não viaja com frequência para o exterior. Por exemplo, voos da American Airlines ou de empresas da Oneworld podem render pontos no TAM Fidelidade, enquanto voos da Delta podem aumentar o saldo no Smiles. Já voos na United podem render pontos no TudoAzul ou no Amigo, que também acumula pontos em voos das empresas membro da Star Alliance.

5 – Utilize roupas confortáveis na viagem

5

É importante observar a temperatura na cidade de destino e ter sempre um agasalho leve no caso de sentir frio durante a viagem. Quanto maior a duração do voo, mais confortável deve ser a sua roupa. Leve sempre uma muda de roupas na bolsa ou mala de mão, caso haja extravio ou demora na devolução das bagagens. Evite botas com estrutura de ferro ou objetos metálicos, que vão dar trabalho dobrado na hora de passar pelo raio x.

6 – Leve algo para se distrair

6

É uma excelente oportunidade de tornar a sua viagem mais agradável. Pode ser um livro, uma revista, ou fone de ouvido para assistir filmes ou ouvir música no celular ou tablet. O que for de sua preferência. Afinal, nem sempre a aeronave dispõe de sistema de entretenimento e nunca se sabe quanto tempo vai demorar a espera no aeroporto. Quem for viajar com crianças deve planejar bem a viagem, já que elas se entediam muito rápido.

7 – Saia mais cedo para o aeroporto

7

Nos grandes centros urbanos é difícil prever as condições de trânsito. O seu tempo de deslocamento pode demorar mais que o previsto. Pode acontecer algum acidente, o check-in da companhia aérea pode ter mudado de terminal e etc… Além disso, mesmo que no Brasil durante boa parte do ano seja possível fazer check-in e despachar bagagens com até 30 minutos de antecedência em voos domésticos e 1 hora em voos internacionais, durante a alta temporada os aeroportos ficam muito movimentados e os procedimentos acabam levando mais tempo. Nessa época as companhias aéreas também ficam bem mais rigorosas em relação aos horários de encerramento dos voos. Fiquem atentos. Chegando tarde você corre o risco de ter seu embarque negado, tendo que arcar com multa e diferença de tarifa ou ainda de ser vítima de overbooking.

8 Dirija-se ao portão de embarque assim que possível, antes do horário indicado

8

Mesmo tendo feito o check-in você pode perder o voo. O embarque de voos domésticos e internacionais podem ser encerrados respectivamente 15 e 30 minutos antes da decolagem. É comum haver filas demoradas no raio x, trocas de portão de embarque ou imprevistos que tomem mais tempo do que o normal. Fique atento à sinalização dos monitores e aos avisos no sistema de som do aeroporto. Caso tenha dúvidas, pergunte a um funcionário da sua companhia aérea.

9 – Esteja preparado para atrasos ou cancelamentos de voos

9

Esses problemas são mais comuns nessa época do ano, já que o tempo de check-in, embarque, desembarque, carregamento e taxiamento das aeronaves costuma ser maior. Além disso, a malha aérea funciona de maneira integrada no Brasil. O fechamento de um aeroporto na Região Sul pode impactar os voos de cidades do Sudeste, por exemplo. Saiba o que fazer caso o seu voo atrase ou seja cancelado e conheça os seus direitos.

10 – Confira sua bagagem despachada assim que retirá-la da esteira

10

Se houver algum dano ou ela não aparecer, você precisa preencher o formulário antes de sair da área de desembarque. Nunca, sob qualquer hipótese, despache celulares, eletrônicos portáteis, dinheiro, cartões de crédito, joias ou objetos de grande valor. A empresa aérea não se responsabiliza e você coloca seus pertences expostos a quadrilhas especializadas em furto de bagagens.

Fonte: Melhores Destinos