Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Eis a Ooho, uma promessa para salvar o meio ambiente

Eis a Ooho, uma promessa para salvar o meio ambiente

Uma técnica de culinária bem simples promete ser uma solução para livrar o mundo dos excessos de resíduos plásticos que tanto prejudicam o meio ambiente. É que Rodrigo García González, um designer chileno, criou uma garrafa de água comestível. Isso mesmo, glamurette. Trata-se da Ooho, uma membrana gelatinosa que imita a estrutura das algas marinhas e mantém o líquido seguro através do processo de esferificação, a mesma técnica culinária utilizada para criar caviar falso, por exemplo.

González contou com a ajuda de dois alunos da Imperial College de Londres: Pierre Paslier e Guillaume Couche. Eles mergulharam uma bola de gelo numa solução de cloreto de cálcio, que é o que forma a camada gelatinosa. Em seguida, a bola é mergulhada novamente numa solução de extrato de algas, onde é deixada por um longo período para fortalecer a sua estrutura. Segundo seus criadores, a água não absorve os componentes da membrana, porque ela é manipulada em forma de gelo, o que torna seu conteúdo totalmente intáctil.

Pioneiro na década de 50 e popularizada pelo lendário chef espanhol Ferran Adrià, o processo já foi usado para criar delícias gastronômicas como as bolinhas cheias de suco adicionadas ao chá para fazer bolhas na bebida. A natureza agradece.

[youtube_sc url=”https://www.youtube.com/watch?v=T4AVSDYLVQU” autohide=”0″]