Por: Gabriela Bubniak | 6 meses atrás

Visitar diversos lugares do mundo sem sair de casa, é essa a mágica do recurso Street View. E cada vez mais o Google tem inovado no recurso, mostrando que a que a funcionalidade não precisa ficar restrita apenas a ruas, estradas e vielas.

As câmeras especiais da empresa já chegaram a navegar por regiões mais afastadas da civilização e registrou até a entrada de um vulcão em plena atividade. A mais nova empreitada da agora extrapolou qualquer limite: permite que você explore cada canto da Estação Espacial Internacional (ISS).

Dê uma olhadinha no planeta Terra lá do espaço sideral:

A novidade foi implementada nesta quinta-feira (20), mas exigiu meses de trabalho duro por parte da Gigante das Buscas e de seu parceiro nesse projeto: Thomas Pesquet. “Nos seis meses que passei na Estação Espacial Internacional, foi difícil encontrar palavras ou tirar uma foto que transmitisse com precisão o sentimento de estar no espaço”, afirma o astronauta da Agência Espacial Europeia (ESA), dizendo que só essa última missão junto à Google tornou possível traduzir o que é olhar para o planeta do espaço sideral.

Pode acreditar que essa primeira bateria de capturas do Streer View fora da Terra, apesar de ser histórica, enfrentou todo tipo de desafio. O primeiro deles? Equipamentos. Como não é fácil, rápido ou barato enviar encomendas para a ISS, Pesquet acabou trocando o dispositivo padrão utilizado pela Google para realizar a captura em 360 graus por câmeras DSLR já disponíveis na estação. A partir daí, foi preciso transferir o material para cá para a criação das tradicionais imagens panorâmicas do serviço.

20123348720629

Cards oferecem informações extras sobre objetos e espaços da ISS

Além disso, o excesso de fios, objetos e barreiras em geral dentro da ISS se mostraram bem complicados para a realização de cliques mais limpos do lugar. Some a isso uma rotina extremamente exigente para todos os astronautas – com jornadas de até 12 horas divididas entre experimentos, tarefas diversas e manutenções – e dá para dizer que não foram poucos os obstáculos para que o Google Maps pudesse oferecer a seus usuários um passeio singular e que, até então, era o privilégio de pouquíssimas pessoas. E aí, curtiu a novidade?

Fonte: Tecmundo