Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

A defesa do fiscal tributarista da Prefeitura de Jaraguá, Mauro Roberto Piccinini, 42 anos, protocolou nesta quinta-feira o pedido de relaxamento de prisão. Piccinini foi preso preventivamente na quarta-feira sob a acusação de receber propina e extorquir empresários do ramo imobiliário da cidade.

Se o pedido for aceito pela Justiça, Piccinini poderá responder por corrupção passiva em liberdade. Não existe prazo para o documento ser analisado.

Em uma filmagem feita por uma das vítimas com uma câmera escondida, Piccinini aparece recebendo R$ 5 mil que ele teria cobrado de um empresário para para não aplicar uma multa de R$ 600 mil, supostamente relativa à dívidas de impostos municipais.

No mesmo dia da prisão, a Prefeitura publicou a portaria de afastamento do fiscal e instaurou processo administrativo para apurar a conduta dele. O suspeito está no Presídio Regional de Jaraguá do Sul.


Via AN