Por: | 9 anos atrás

Olha o absurdo que recebi por e-mail agora de manhã.

Ilmo Senhor Secretário de Obras Bordin,

Venho por meio deste e-mail, registrar o descaso perante os munícipes jaraguaenses. Desde final de dezembro, após obras da Samae, a rua Daniel Rumphel, esquina com a Pref. Waldemar Grubba, está com problemas na rede pluvial, ou de esgoto.

Saber se é da rede pluvial, a qual diz respeito ao Setor de Obras, ou de esgoto, este por sua vez responsabilidade da Samae, não cabe a minha pessoa e sim a um técnico responsável.

Desde a data citada acima, a casa na qual resido, no endereço Av. Prefeito Waldemar Grubba n1021, já sofreu dezenas de alagamentos na parte externa, digo garagem, varandas e jardim; 2 alagamentos internos, dentro da casa; e por 6 vezes a água é desviada por dentro do terreno da minha residência, brotando pelos ralos da varanda e garangem, atravessa o jardim e segue a céu aberto até a avenida. Lembrando, é uma água turva, fétida, com lodo, o que leva a julgar ser esgoto.

Além dos danos materiais, o odor, a sujeira, cabe lembrar que doenças também podem ser transmitidas, entre elas a leptospirose.

O início da rua também encontra-se em condições precárias devido a vazão da água pela superfície e não pela tubulação como deveria ser. Já presenciei um acidente na Av. Prefeito Waldemar Grubba ocasionado pela grande quantidade de águá sobre a pista.

Já entrei em contato inúmeras vezes com a Samae e o Setor de Obras, na maioria, um passava a responsabilidade para o outro. Não havendo solução do problema. Em fevereiro, em uma das ligação, conversei com o Secretário, o qual questionou se por ventura era a residência que não estava cedendo as negociações de terra pertinentes a apliação da rua Daniel Rumphel. Assunto o qual não vinha ao caso, e que por ironia não dizia respeito a residência que está sendo afetada e sim a outro terreno logo adiante.

Na segunda-feira que antecedeu o carnaval, a água com o lodo invadiu novamente a parte interna da casa. Neste momento nenhum plantão do Setor de Obras foi encontrato. Após contactar a Samae, agentes foram até o local e nada fizeram, dizendo caber ao Setor de Obras. Na quinta-feira realizei ligações para o Setor de Obras e registrei o ocorrido pela Ouvidoria da Prefeitura. Nesta situação permanecemos até a tarde, na qual fui pessoalmente no Setor de Obras conversar com o Secretário. Na manhã seguinte os técnicos estavam lá e o problema foi sanado. Abrindo um parenteses: palavras do técnico que operou o equipamento, a tubulação estava obstruída, mas devido ao diametro do tubo ser estreito o problema voltará a acontecer.

Na tarde do dia 03 de março, a água voltou a entrar na área externa da casa, e a vazão ser desviada por dentro do jardim.

Neste exato momento a água fétida com lodo brota em 2 pontos na casa, na garagem e na varanda, segue pelo jardim, atravessa o portão social e escoa pela Avenida.

Tentei hoje pela manhã contato com o Secretário que não pode atender ao telefonema por estar em reunião. Deixei recado com a  Senhora Auristela. Ainda espero um retorno.

Aguardo providências.

Att.
Evelyn Prodöhl Hansen