Por: Ricardo Daniel Treis | 8 anos atrás

Eae, tudo pronto pro feriado? Com certeza, com certeza… Brasileiro é apaixonado por feriado, ninguém deixa passar de graça. A escrivaninha da galera pode estar uma zona na manhã da segunda-feira, mas o isopor de cerva pra 1º de maio já vai estar pronto, cheio de cerveja e farofa.

Ainda era quarta passada, tava eu na lotérica e tinha duas na fila, animadas, dava pra ver os pêlos da nuca eriçados. “Ai amiga, sexta que vem vai ser tudibom, né?” Até parecia que faturar a acumulada tava incluso no planejamento da Páscoa.

Mas e os significados e tradições das datas? Ah, são tempos mudernos, jovens. Tempos com possibilidades que enterram antigos costumes, mas que também criam outros.

Sexta-feira Santa tem suas novas tradições, já reparou?
– É aquele dia de enfim abrir aquelas latas de atum que estão sobrando na despensa desde o regime fajuto de janeiro;
– É aquele dia em que, você que esqueceu de fazer compras decentes, vai ter que tirar o presunto da cobertura da pizza pra poder comer algo;
– É a antevéspera do aniversário daquele ovo de chocolate meio comido que está lá no fundo da geladeira, que você tem pena de jogar fora e nojo de comer;
– É aquele dia de chegar assustado às 11h30 na loja de conveniência e perguntar, se por acaso, “Vocês não tem peixe, né?”;
– É aquele dia para abstinência e reflexão, mas se der sol todo mundo vai para a praia;
– É aquele dia de acordar com vontade de costela de fogo-de- chão e ver que sua mãe preparou canjica.