Por: Gabriela Bubniak | 31/03/2017

A pergunta de hoje é: você acredita em amor à primeira vista? Ontem a gente conheceu um solteirão que acredita fortemente, e pediu a nossa ajuda pra encontrar o amor da vida dele. Rolando Engel, de 47 anos, procurou o grupo OCP na manhã da última quinta (30) para estampar no jornal um anúncio de “procura-se uma namorada”. Essa história é no mínimo curiosa e a gente quis saber mais. Quem sabe não juntamos dois pombinhos?

Antes de mais nada, pergunte aos seus pais e avós, porque há alguns anos, colocar um anúncio nos jornais procurando por um amor era algo bem comum de acontecer. O Correio do Povo, inclusive, tem registros desse tipo. Hoje a internet veio como substituta, com sites e redes sociais de relacionamento (sim, a gente sabe que você tem Tinder, não adianta mais esconder).

senhopra

Mas com tanta modernização ao nosso dispor para encontrar uma cara-metade, por que o Rolando procurou o jornal? Primeiro porque ele não é muito adepto dessas tecnologias, não. Redes sociais? Esquece, ele gosta mesmo é de um papo olho no olho e uma conversa bacana. Por isso, a mulher que se interessar em conhecê-lo pode entrar em contato através do telefone.

E ele jura de pé junto que dá certo lançar anúncios. Há alguns anos, um primo dele fez a mesma coisa e encontrou o par perfeito, hoje ele é casado com ela e tem dois filhos. “Também quero isso pra mim e, se teve gente que conseguiu, acredito que posso encontrar alguém legal”, complementa Rolando.

DSCN8713

Olha ele aí! 🙂

Ele mora em Corupá, tem carro e casa própria, e garante que é um homem romântico e não vai abrir mão de agradar a mulher que quiser estar ao seu lado. Trabalhou a vida toda como metalúrgico, mas hoje é aposentado. Nunca se casou e dedicou bastante tempo da sua vida a cuidar da mãe que estava doente e faleceu há quase um ano.

Tudo que Sr. Rolando quer é alguém pra compartilhar o melhor da vida. Preferências, listou poucas – e bem simples. A moça pode ter entre 25 e 40 anos e, se tiver filhos morando junto, podem ser no máximo dois.

Mas ele acrescenta que ela tem que ser bem resolvida nas relações anteriores, caso existam: “Quero viver tranquilamente com a minha namorada, sem outras pessoas incomodando ou trazendo problemas”, diz.

E aí, solteirinhas e solteironas de plantão, alguém de habilita? O que falta é conhecer ele melhor e ver se os interesses e gostos de vocês batem. E depois? É beijar muito na boca, curtir o namoro e mais pra frente, quem sabe, a gente não é convidado pra uma festa linda de casamento? 😀

ATENÇÃO!

Se você realmente estiver interessada e quer conhecer o Rolando, entre em contato com a gente para saber como contatar ele. Liga pra gente: (47) 2106-1922 / 9 9233-9333 (WhatsApp) ou por e-mail no contato@poracaso.com.

Por: Gabriela Bubniak