Por: João Marcos | 31/10/2014

O supervisor do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) Antônio Carlos Bessa atendeu ao Jornal O Correio do Povo com exclusividade, na manhã de ontem, para falar sobre os avanços das obras do lote 2.2 da BR-280, que abrange um trecho de 23 quilômetros (do Km 50,7 ao 74,6), entre Jaraguá do Sul e Guaramirim, com o custo de mais de R$ 530 milhões. O destaque do trecho são os túneis, com os trabalhos iniciados em julho deste ano.

Foto: Lucio Sassi

Foto: Lucio Sassi

Na conversa, também estiveram presentes o assessor técnico do Dnit João Schmitt, da Gerenciadora Enecon S.A., e o engenheiro e coordenador das obras José Carlos de Lacerda, da Sotepa Ltda., empresa responsável pela supervisão. Segundo eles, a obra segue dentro do cronograma e a entrega deve cumprir o prazo de 36 meses, em junho de 2017.

De acordo com a assessoria de imprensa do Dnit, no lote 2.1, que vai da BR-101 até Guaramirim e está sob responsabilidade da empresa Sulcatarinense, as obras estão na fase de terraplanagem, em execução do Km 43ao 50,6.

Quanto ao lote 1, após lançado o edital em setembro, para a contratação da empresa construtora, o Dnit desclassificou a empresa Técnica Construções S.A. e habilitou a segunda colocada, a Construcap-CCPS Engenharia e Comércio S/A., que agora está em fase de contratação. A ordem de serviço deverá ser expedida após o pagamento de caução e contratação de seguro por parte da empresa, que ainda não tem previsão.

Túneis

No Morro do Vieira serão instalados dois túneis paralelos, com pouco mais de mil metros de comprimento. Cada túnel terá um sentido de fluxo de veículos, com duas faixas de tráfego, acostamento, passeio para pedestres e ciclistas. O projeto ainda prevê duas passagens de emergência entre eles, em casos de acidentes ou necessidade de evacuar o local.

Apenas no chamado emboque leste (no Bairro João Pessoa) os trabalhos já começaram. No emboque oeste (Três Rios do Norte), as obras ainda não começaram devido a pendências com o Ibama,e sem previsão de resolução. Serão quatro frentes da obra que devem se encontrar.

O primeiro passo da obra acontece com as escavações em solo, onde é feita uma espécie de túnel falso, de 14 metrosde comprimento, com armação metálica para sustentar a estrutura antes de chegar na rocha. Já foi necessário realizar três detonações, mas os operários ainda não chegaram próximo à rocha.

– Extensão de cada um: mil metros
– Largura: 13,90 metros
– Distância entre eles: 15 metros

Desapropriações

Segundo informações do Dnit, oficialmente, até o momento não foi realizada nenhuma desapropriação. Para dezembro está previsto um Mutirão Judiciário para a resolução da questão. Estarão reunidos o juiz, proprietários, representante do Dnit, a Defensoria Pública e a Defensoria Geral da União, para uma tentativa de acordo e agilizar o processo. Se não existir acordo, a decisão ficará por conta do juiz na oportunidade. O prazo de pagamento, após a decisão, não excede 30 dias. O primeiro pacote de resolução é de 40 desapropriações.

Elevado sobre a Guilherme Tomelim
A primeira parte do lote 2.2, trecho do contorno viário de Guaramirim e Jaraguá do Sul, começa na Rua Guilherme Tomelim. O local é onde as obras mais estão avançadas, com o sistema de drenagem do terreno,a implantação de uma camada de rochas que dará melhor sustento ao asfalto, e no momento é realizada a terraplanagem. No local será erguido um elevado para que a BR-280 passe por cima da atual via.

Elevado sobre a Rio de Janeiro
Na Rua Rio de Janeiro, próximo a Schroeder I, outra equipe trabalha no corte em solo do terreno e a drenagem, com o desmatamento da área já concluído. Depois, será feito o aterro de rocha e solo, no prazo de 90 dias. Em todo o lote 2.2, serão feitos 15 elevados para que a pista da rodovia não prejudique o trânsito local.

Pontes e entroncamento com rodovia
Sobre os rios Itapocuzinho e Itapocu o projeto do traçado exige a construção de duas pontes, mas que ainda não iniciaram.

site1

Na íntegra do OCP de hoje.