Por: Sistema Por Acaso | 8 anos atrás

bebida

Pesquisadores da Finlândia determinaram se o consumo de álcool no fim da adolescência contribui para o ganho de peso no início da vida adulta, ou para risco de obesidade e circunferência abdominal. O estudo foi publicado na edição online da revista Alcohol and Alcoholism.

Foram acompanhados longitudinalmente 5563 gêmeos finlandeses nascidos entre 1975-79 que foram avaliados aos 16 (T1), 17 (T2), 18 (T3) e 23-27 anos (T4). Os hábitos de consumo de bebidas alcoólicas, altura e peso foram relatados em T1, T2, T3 e T4; a circunferência abdominal foi medida pelos próprios jovens em T4. Comparados com o grupo de referência (que bebia uma ou duas vezes por mês), o aumento do IMC entre T3 e T4 foi menor entre os homens que não consumiram bebida alcoólica (-0,62kg/m­­2) e entre as mulheres que bebiam menos que mensalmente (-0,38kg/m2).

Nas mulheres, o hábito de beber semanalmente esteve relacionado com uma maior circunferência abdominal (beta 1,55 cm), porém isto não foi significativo após correção para os possíveis fatores de confusão (tabagismo, dieta, atividade física, local de residência, status socioeconômico e IMC dos pais). A freqüência de consumo não esteve associada com mudança no peso em mulheres; e em homens, foi observada uma relação negativa, porém não significativa após correção para os fatores de confusão.

A conclusão é que o consumo de álcool durante a adolescência tem um efeito mínimo no ganho de peso ou no desenvolvimento de obesidade abdominal entre a adolescência e a idade adulta.

Via Clique Saúde .