Por: Misael Freitas | 23/03/2017

Ele pode ter pertencido a sua bisavó e ter passado por gerações ou pode ter começado com a sua mãe, que decidiu juntar as ideias que vinham nas latinhas de leite condensado, mas o fato é que toda família tem um livro de receitas para chamar de seu. As páginas, geralmente amareladas pelo tempo, guardam segredos capazes de despertar muitas emoções.

Na era digital, porém, essa relíquia de família tem perdido espaço para os vídeos rápidos de receitas que encantam no primeiro momento, mas se revelam difíceis na prática. Isso sem falar naqueles vídeos que você assiste uma vez e que se perdem no meio de tanto conteúdo.

Foi para ajudar os apaixonados por comida que o jaraguaense Guido Jackson idealizou o Pip, uma rede social pensada especialmente para quem ama cozinhar (e comer também!).

WhatsApp Image 2017-03-22 at 14.52.24

Com mais de 250 mil usuários ativos e uma média de mil novos adeptos por dia, a plataforma se revela como um livro de receitas virtual que faz muito mais do que guardar os ingredientes daquele seu bolo favorito.

No ar desde 2013, o Pip é o novo queridinho de quem costuma visitar sites ou acompanhar canais de receitas. Com um visual clean, que valoriza imagens de encher os olhos e abrir o apetite, o site se diferencia por aproximar as pessoas.

“No Pip é possível seguir os seus amigos e acompanhar as receitas deles”, conta Guido. “Você também pode se conectar com chefs de cozinha, personalidades famosas e grandes marcas”, completa.

O apresentador Edu Guedes é um dos chefs que compartilham seus segredos na plataforma. A revista Ana Maria, que conta com cerca de 1 milhão de leitores mensais, também tem um perfil na rede social.

WhatsApp Image 2017-03-22 at 14.52.25

Electrolux, Carrefour, Nesfit, Queensberry, Bretzke, Panco, Jasmine, M Dias Branco, Nespresso, Masterchef Brasil, Wessel, Seara, SBT e ZoominTV são algumas das marcas que movimentam o Pip.

A criação de uma comunidade apaixonada por gastronomia favorece a troca de receitas, dicas e sugestões que facilitam a vida de quem está em busca de um lanche rápido ou de um prato mais elaborado.

Este livro de receitas virtual é totalmente descomplicado e intuitivo. Basta se inscrever para receber e compartilhar receitas deliciosas com apenas um toque. O usuário pode acessar os conteúdos na versão para computador ou no aplicativo que está disponível para os sistemas iOS e Android.

Outra grande sacada do Pip é a função de visualizar as receitas offline. Afinal, de que adiantaria um livro de receitas se ele não estivesse disponível quando e onde você quisesse? Com isso, você não perde nada se estiver sem internet.

20150307101422691799i

O jaraguaense Guido Jackson conta que mulheres entre 25 e 54 anos formam o maior público da rede social, mas as facilidades do Pip foram pensadas para todo tipo pessoa. Com mais de 250 mil usuários, a ideia agora é globalizar a plataforma.

“Cerca de 15% das pessoas que utilizam a plataforma já são do exterior”, revela Guido. “Estamos trabalhando em uma versão internacional do aplicativo que deve ser liberada em breve”, conta o jaraguaense. “Nosso objetivo é tornar o Pip uma rede social mundial”, aspira.

A conquista desta meta será apenas uma questão de tempo. “A cada quatro pessoas no mundo, uma é um usuário potencial  do Pip porque tem alguma relação com comida”, explica o idealizador da plataforma.

940390341-

O Pip também oferece praticidade para as empresas que desejam patrocinar conteúdos na rede social. Qualquer empresa ligada ao ramo alimentício e que queira se conectar com apaixonados por comida pode criar um perfil e começar a impulsionar publicações.

“A ferramenta para promover conteúdo permite uma segmentação produtiva do público”, explica Guido. “Os impulsionamentos também ajudam as empresas a descobrir, por exemplo, de que maneira os usuários preferem consumir os produtos da marca”, completa.

Uma das últimas grandes companhias a adotar o sistema de impulsionamento do Pip foi o McDonald’s, que em breve deve começar a veicular conteúdos na plataforma.

montagem-750x406

O sucesso da ideia, contudo, não sobe à cabeça do jaraguaense. “Saber que as pessoas e as marcas estão utilizando a rede só me faz ter vontade de ir ainda mais além”, garante.

Para quem está pensando em colocar uma ideia em prática, mas precisa de incentivo, Guido tem dois conselhos:

“Primeiro, comece o quanto antes. Não espere demais. Quanto antes você cometer seus erros, mais cedo poderá consertá-los. Segundo, seja persistente e perseverante. O sucesso não virá da noite para o dia. É preciso trabalhar muito para superar os objetivos e não se deixar abater pelos desafios. Corra atrás do seu sonho, pois a recompensa é garantida”.

E aí, você está pronto para começar o seu próprio caderno de receitas? Então acesse o Pip e se inscreva. Você pode fazer o login utilizando sua conta do Facebook ou Gmail.

Não esqueça de baixar o aplicativo da rede social no seu celular. Se você tem um iPhone, faça o download gratuito clicando aqui e se você possui um Android, clique aqui.

E se você já tem um perfil no Pip, convide os seus amigos e a sua família. Será ainda mais divertido compartilhar suas receitas com as pessoas que você ama!