Por: Cláudio Costa | 2 anos atrás

Viajar com os amigos pode fazer com que a experiência seja prazerosa, trazendo benefícios para a amizade. Mas também pode fazer com que seja uma jornada complicada. Pensando nisso, o site Tudo Para Homens listou os principais malefícios dessa prática. Com isso, você pode se preparar para esse momento, diminuindo as consequências ruins da viagem e que seja possível aproveitá-la de uma maneira satisfatória.

Divergências de opiniões

Nas viagens podem aparecer divergências de opiniões que antes, em encontros casuais, não existiam. Essas divergências ocorrem devido ao tempo que o grupo vai passar junto e principalmente da quantidade de assuntos que vocês irão ter. É claro que essas divergências nem sempre irão atrapalhar a viagem ou o relacionamento de vocês, mas por outro lado, dependendo do assunto, pode fazer com que surja uma possível discussão.

Uma das consequências positivas da viagem é aumentar a intimidade entre os amigos, e, com isso, pode surgir o sentimento de companheirismo e cumplicidade. Isso deve fazer com que vocês sintam que podem relatar tudo ao outro, inclusive algumas opiniões obscuras. Esse fato pode levar às divergências de opinião.

A discussão pode ocorrer principalmente onde as pessoas possuem uma dificuldade em aceitar a opinião do outro, ou seja, aqueles que simplesmente acreditam veemente em sua própria opinião. É preciso ser flexível e tentar ao máximo compreender a opinião do outro, sabendo que a sua opinião não é uma verdade absoluta.

Velhas discussões podem surgir

Outro problema que pode ocorrer em uma viagem com os amigos, principalmente aqueles de longa data, é o surgimento de antigos conflitos e discussões passadas. Nos relacionamentos, existem alguns assuntos que não são conversados ou problemas que não foram resolvidos, sendo colocados de lado. Ao tocar nesse assunto, pode ocorrer de a antiga discussão surgir.

É preciso ficar atento aos temas conflitantes na relação para que seja possível evitá-los. Esses assuntos precisam de uma resolução, mas talvez essa não seja a melhor hora para fazer isso. Tenha em mente os objetivos da viagem e evite discussões desnecessárias.

Baixo nível de tolerância com o outro

Quando não convivemos diariamente com o outro, tudo o que ele faz que nos irrita é facilmente relevado. Porém, com o convívio diário, fica cada vez mais difícil tolerar algumas atitudes. Isso pode fazer surgir alguns conflitos na viagem. Ao mesmo tempo que você não está tolerando algumas atitudes do outro, ele pode estar sentindo-se da mesma maneira em relação a você.

É preciso perceber que a dificuldade de tolerar algumas atitudes geralmente está relacionada a algo não resolvido em você mesmo, que acaba projetando no outro. Dessa forma, para resolver isso, é preciso entender os reais motivos de você estar sentindo-se dessa maneira e o porquê. Entender esses motivos é aprender a tolerar o outro e principalmente perceber que o problema pode estar em você e não nele, evitando assim confusões na viagem.

Perda na qualidade da amizade.

Viajar com os amigos pode fazer com que exista um aumento na intimidade de vocês e pode aumentar, e muito, a qualidade da amizade. Por outro lado, dependendo da viagem e principalmente das pessoas que você escolheu para viajar com você, pode ocorrer o oposto disso, ou seja, pode ocorrer uma perda na qualidade da amizade entre vocês.

Essa perda ocorre quando a viagem torna-se insatisfatória e pouco prazerosa para os viajantes, ocasionando conflitos e discussões que poderiam ser evitados. Esses conflitos podem fazer com que exista um certo distanciamento na amizade, podendo até mesmo fazer com que ela seja desfeita.

Para evitar isso, o principal é escolher com sabedoria os amigos para viajar, tendo em mente que pode aumentar o diminuir a qualidade da amizade de vocês. Estar pronto para as divergências, tanto as decorrentes da viagem como da amizade, para lidar com elas de uma maneira assertiva é outra forma de evitar o distanciamento.

Brigas

Essa seria a consequência de todos os outros malefícios. A viagem, juntamente com todos os conflitos não resolvidos na relação, podem levar as pessoas a realmente brigarem. Não seria necessariamente uma briga física, tampouco seria apenas uma discussão. Seria uma briga onde ambas as partes sentem-se agredidas e tentam agredir o outro, seja com palavras ou com gestos e, em casos mais extremos, as pessoas irem a vias de fato. Isso é mais difícil de ocorrer, mas não é impossível.

Para evitar que a relação chegue a esse ponto, é preciso levar em consideração todas as dicas anteriores e principalmente perceber o momento em que você começar a ficar mais alterado e nervoso na viagem, para avisar os amigos. Em alguns momentos pode ser necessário afastar-se um pouco deles para respirar e acalmar os ânimos.

Sempre que você sentir que a relação ou que a viagem está com algum problema, tende pensar nos motivos que te levaram a aceitar o convite de viajar com esses amigos e, principalmente, porque você escolheu esses amigos e não outros. Reflita sobre as expectativas que você tinha quanto a viagem e tente ao máximo, enquanto há tempo, superá-las. Para isso é preciso deixar algumas divergências de lado para aproveitar o momento plenamente.

Fonte: Tudo Para Homens