Por: Ricardo Daniel Treis | 5 anos atrás

A Baía de Guantánamo ou Guantânamo localiza-se ao sul da ilha de Cuba, e possui área de cerca de 111,9 km². Ela foi concedida aos Estados Unidos como estação naval em 1903, em troca do pagamento de 4 085 dólares por ano.  É na base naval americana da baía que se encontram os prisioneiros das guerras do Afeganistão e Iraque. A manutenção da Base Naval da Baía de Guantánamo não encontra amparo em nenhuma convenção internacional e, por isto, não há como fiscalizar o que acontece em seu interior. Os presos muitas vezes não possuem os direitos de consultar advogados, visitas ou até mesmo de um julgamento. Existem denúncias de tortura, mas os Estados Unidos não permitem que a ONU inspecione as condições da base e do tratamento recebido pelos prisioneiros.

Com o início do Ramadan, aparentemente mais de 120 prisioneiros fazem greve de fome na instalação em forma de protesto, e estima-se que 44 são forçados a “alimentar-se” pelas autoridades do local.

Vazou de lá um documento que continha os detalhes desse processo de alimentação forçada, e querendo denunciar o procedimento ao mundo, a organização de direitos humanos Reprieve and Bafta e o ator e rapper norte-americano Yasiin Bey (mais conhecido como Mos Def) fizeram esse vídeo de 4 minutos.

Aviso aos mais sensíveis, é uma situação chocante.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/z6ACE-BBPRs” width=”640″ autohide=”1″]

O procedimento é feito duas vezes por dia, levando até 2 horas para finalizar.