Por: Ricardo Daniel Treis | 02/08/2013

Mal ai pelo título com cara de dever de casa, mas esse é mais um post pra facilitar a vida de quem tá buscando informações e o Google só indica link com dados furados (de vez em quando a gente ainda recebe agradecimento por aquela publicação com o telefone da DrogaRaia).

A história inicia com o fato de que já fazem onze meses que não sou mais cliente Sky. Após vencer o labirinto do telemarketing deles (tive que usar um truque, compartilho ele no fim do post) e a tradicional saraivada de telefonemas carinhosos do tipo “volta pra nós”, rolou um belo período de silêncio… Até terça-feira desta semana, quando os répteis se manifestaram novamente através dessa carta grosseira:

R$1550,00 por um decodificador vagabundo, imagina. Óbvio que quando cancelei a assinatura eu não lembrava dessa cláusula do contrato, muito menos fui lembrado dela pela atendente. Quem salvou meu couro na época foi o cara da instalação da Claro TV, a quem perguntei se não queria levar o codificador, e me disse pra guardar que uma hora iam pedir de volta. E pediram. Onze meses depois, mas pediram. Vá pra pqp, hein Sky.

Guardem seus decodificadores ou devolvam com antecedência, a Sky vai querer eles de volta

Tá, pego o decodificador e vou devolver ele. Estão vendo que na carta diz que a devolução pode ser feita em qualquer representante Sky, mas preferencialmente na Hangsat em Joinville? Não é preferencialmente, é obrigatoriamente. O representante aqui de Jaraguá não tem autorização para fazer o recolhimento.

“Perai, preciso ir até Joinville pra devolver esta m*?” Não, você não precisa. É a Hangsat quem precisa vir até aqui buscar. E caso o recolhimento seja negado, você pode acionar o Procon, que a situação é a seu favor. Agora desafio vocês: encontrem um número da Hangsat que atualmente funcione.

Passei um bom tempo no telefone ontem, até que um dos números funcionou. Mas não era o deles, era de outra Hangsat. Lá, a Denise quem me passou o número. Anotem:

Telefone da Hangsat, representante Sky no Anita Garibaldi em Joinville:
47 3033 1500

Já aviso: é preciso insistir. Só na quinta vez que liguei atenderam o telefone. Feito isso, sêo Zé Roberto, bem prestativo, agendou para próxima segunda o recolhimento. Espero que a história termine aqui… Vamos ver.

Agora vê só, alegria de pobre é o cara se livrar de um problema que inventaram pra ele enquanto cliente. É dessas que me convenço que pra morrer feliz a solução é não assinar mais nenhum contrato nessa vida.

E novamente, pra fechar, VÁ PRA PQP SKY, com sua má-fé e atendimento obtuso.


SUBDICA – Como vencer o telemarketing da Sky na hora de cancelar assinatura
Já conhecem a rotina padrão, certo? Se você ligar dizendo que quer cancelar o serviço vão te transferir pra trinta indivíduos diferentes e, de repente, a ligação vai “cair”. A estratégia é vencer o cara no cansaço, e essa briga eles geralmente ganham…

Uma solução prática (e meio suja) é parar de pagar a conta. Uma hora vão cortar a assinatura, que depois você só não precisa religar. Outra solução descobri sem querer, quando liguei pedindo a suspensão temporária do serviço devido uma viagem (ligue dizendo que vai sair por tempo indeterminado, que não sabe quando volta). O telefone lá funciona direitinho nessas horas, e a primeira pessoa que te atende já tem propriedade pra fazer essa operação.

Quando retornei e fui religar o serviço, a atendente deixou escapar uma informação, então percebi naquele momento que não precisaria mais religar o serviço.

A suspensão parcial do serviço Sky é 90% da jornada para o cancelamento da assinatura

Aproveitei na hora pra me livrar da bucha, que já havia tentado largar 3 vezes em ocasiões diferentes e desistido.  Para os demais desesperados fica então a dica: pedido de suspensão por tempo indeterminado e, assim que seja executado, a solicitação do cancelamento.

P.s: fiz isso em setembro de 2012.