Por: Ricardo Daniel Treis | 04/11/2015

Salve galera, chegando aqui com post de MEGA utilidade pública. Jaraguá do Sul está uma nhanha com toda essa umidade, e dai os problemas estão pintando: a casa está suando alucinada, o mofo está aparecendo (mas você pode cuidar dele) e, pra quem possui um possante sem ar condicionado, a visibilidade virou um problemão já parceiro de semanas.

Vim aqui pra ajudar vocês com duas questões: a visibilidade prejudicada por dentro, e a prejudicada por fora.

Parte 1: como evitar que o vidro do carro embace em dias de chuva.

Esse truque aqui é fera. Aprendi ele com um motorista da Canarinho, e felizmente uma outra pessoa com acesso a uma câmera também o conhecia. Confiram como funciona na prática o fantástico truque de passar detergente no vidro:

[youtube_sc url=”https://youtu.be/vOWd7XW9X_I” width=”650″ autohide=”1″]

Se você tá na dúvida, há mais pessoas que fizeram o teste. Dica importante: apenas passe o detergente após limpar bem os vidros. Com vidro sujo, você vai criar problema.

Dúvida que se repete, e respondo: o recurso também funciona pra vidros com insulfilm.

Na caixa de comentários do vídeo no YouTube tinha outra dica boa, segura essa:

comentario

 

E pra fechar, é preciso constar: a solução não é permanente. De tempos em tempos você vai precisar repetir o procedimento… E não esqueça: faça somente no vidro limpo!

Parte 2: como eliminar rastros do parabrisa

Pra quem mais ai já trocou as palhetas mas continua vendo aquelas linhas e rastros malditos na parte externa do parabrisa, fica ai a dica do procedimento que fiz alguns dias atrás.

Antes, porém, vou salientar:
– Meus limpadores haviam sido recém-comprados, porém os riscos continuavam.
– Meu carro tem 4 anos de uso, e nunca troquei o parabrisas.

O que fiz foi pesquisar online e observar alguns métodos. Esse vídeo me deu os passos principais:

[youtube_sc url=”https://youtu.be/nZ7FhUu55Xk” width=”650″ autohide=”1″ start=”43″]

Depois de ver ele e buscar outras referências peguei esponja nova, dois panos limpos, secos e sem fiapos (esses descartáveis amarelos de cozinha são uma boa), álcool gel e detergente.

– Primeiro, dilui um pouco do detergente em bastante água, pra não ter excesso de espuma. Encharcava a esponja e então, com bastante pressão, esfregava o lado liso dela contra o parabrisa. Repeti o processo umas três vezes, queria ter certeza que fiz o melhor pra desengordurar.

– Usei um dos panos para deixar o vidro absolutamente seco.

– Na sequência, fiz uma “segunda demão” de limpeza, com o álcool gel aplicado no outro pano limpo. Botava uma certa quantidade e esfregava bem, até que o mesmo evaporasse. Tomei o cuidado de passar o álcool sempre num mesmo sentido (horizontal), pois tive receio que fazê-lo em círculos poderia gerar novos rastros.

– Feito isso, deixei descansar. Quando fiz o teste mais tarde, os rastros haviam sumido. Já fazem duas semanas que executei o procedimento, e ainda não houve retorno do problema. Aparentemente, o ideal é repetir o procedimento a cada 45 dias.

Ajudei? Deixa ai seu feedback, e se tiver dicas, compartilhar com a galera ai na caixa de comentários! Vamos tornar a direção mais segura pra todos. 🙂