Por: Max Pires | 8 anos atrás

O jaraguaense Silvino Viergutz, 59 anos, dono da Lancheria Viergutz, no bairro Rio Cerro, foi morto com dois tiros à queima roupa em frente ao estabelecimento, às margens da rodovia SC-416, em Jaraguá do Sul.

Única filha da vítima, Josi Viergutz conta que, por volta das 13 horas, ouviu o barulho de uma moto chegando à lanchonete da família. Neste momento, apenas o comerciante tomava conta do balcão. Um dos homens desceu do veículo e chamou Silvino.

“Depois disso, ouvi os tiros. Uns três ou quatro, e vim aqui pra ver. Ainda deu para identificar uma Biz com dois homens saindo em direção ao bairro”, relata Josi.

Outros vizinhos também confirmam que viram a mesma moto sair em direção ao bairro Rio da Luz pelas ruas laterais. Quando os bombeiros e a Polícia Militar chegaram, Silvino já estava morto.

Os criminosos saíram sem roubar dinheiro ou mercadoria. Segundo a filha, a família levava uma vida normal, sem nenhum inimigo ou dívidas que pudessem ter motivado o crime. O comerciante era casado e morava em uma casa nos fundos da lanchonete, aberta há cerca de 30 anos.

“Nunca teve briga aqui, nem ameaças, nada desse tipo. Ontem, o pai tinha mandado um cliente embora, porque estava incomodando os outros, mas nada que pudesse gerar uma vingança assim”, lembra Josi.

Outros clientes também confirmaram o relato e também não acreditam que esse seja um motivo para o assassinato.

O velório será na Igreja Luterana Cristo Bom Pastor e o enterro está marcado para as 16 horas no cemitério da igreja.

Via AN.