Por: André Marques | 4 anos atrás

Uma pesquisa realizada há pouco tempo constatou que ingerir menos calorias pode ser muito bom para quem sofre de apneia obstrutiva do sono, um problema que afeta muita gente, principalmente os obesos.

Apneia?

160413_Ronco

A apneia nada mais é que uma série de pausas abruptas na respiração durante o sono, o que acaba prejudicando a qualidade do mesmo, fazendo com que a pessoa acorde cansada.

Júlia Freitas, uma nutricionista resolveu produzir seu projeto de mestrado usando como base uma pesquisa que conecta a adoção de uma dieta com menos calorias com a diminuição da apneia. O resultado dos estudos de Julia foram apresentados no encontro científico da American Heart Association, em San Francisco (EUA).

O estudo

dieta-proteica1-595x360

“Submetemos os pacientes à restrição de calorias que é recomendada pelas diretrizes internacionais atuais para controle da obesidade. Essa restrição moderada leva à diminuição de 5% a 10% do peso inicial da pessoa”, informou. “Queríamos saber se, com uma redução calórica dessa ordem, o paciente já teria uma melhora na apneia obstrutiva do sono”, disse Freitas em declaração publicada na Info.

Júlia acompanhou 21 pessoas obesas com registros de apneia do sono durante 16 semanas, onde um grupo teve de limitar-se a 800 calorias por dia, apenas, enquanto que o outro grupo continuou com sua dieta normalmente. Foi constatado que aqueles que ingeriam menos calorias tinham menos interrupções durante o sono. E mais, a pressão arterial desse pessoal abaixou e eles também perderam peso.

A principal mensagem do estudo é que não é preciso ser radical: uma pequena redução no peso corporal pode levar a uma melhora na apneia obstrutiva do sono”, disse a nutricionista.

via Info