Por: Sistema Por Acaso | 24/10/2014

Confesso que esperava uma pesagem mais tensa, principalmente entre Aldo e Chad depois da estranhada que tiveram no primeiro evento promocional do UFC lá no Maraca, mas o negócio foi morno.

UFC-Rio2

Torcida tímida – sem bairrismo mas, até o momento a de Jaraguá se mostrou mais barulhenta que a Carioca – e lutadores, como de costume, debilitados pelas loucuras que fazem para cortar peso antes das lutas.

Tenso foi ver José Aldo tendo que ficar nu pra poder alcançar o peso e chegar inteiro na disputa do cinturão de amanhã:

Captura de Tela 2014-10-24 às 21.39.29

O dono da treta no dia, foi o irlandês Conor McGregor – que decidiu assumir o lugar de Chael Sonnen como o maior falastrão do UFC e ~~coincidentemente~~ tem um brasileiro campeão como alvo. Durante a coletiva pós pesagem ele largou:

“Não importará o resultado de sábado. Eu serei o próximo campeão. Ninguém aguentará a potência das minhas mãos. Vi lutas passadas do Aldo, estou confiante. José Aldo é fraco e não vai me aguentar. Ele não aguentará dois rounds. Ele não me aguenta. Vou arrancar a cabeça dele”

10749540_10201984501774358_1867328235_nT-R-E-T-A! Mas esse tem cara de que vai chorar fininho na primeira oportunidade que tiver contra o Aldo.

No fim, o lutador que mais agitou e empolgou o público foi o carismático – porém marrento – Willian Patolino que fará sua luta contra Neil Magny.

532918_10201984364130917_2934783435187672843_n

Quanto a estrutura devemos ficar orgulhosos. Não é da boca pra fora quando dizem que temos uma das melhores arenas do país. Pelo menos sobre o que vimos na pesagem, nossa Arena Jaraguá está na frente hein.

Vamos ver amanhã o que o UFC reservou para o Octógono mas, por enquanto é decisão unânime de 49×46 pra Arena Jaraguá no Maracanãzinho 😉

Confere aí algumas fotos que fizemos no evento:

 

 

Agradecemos aos nossos parceiros da SNC Jaraguá e da SNC Joinville que estão nos apoiando e patrocinando a ida da nossa equipe até o Rio de Janeiro – sem o apoio deles e da SNC Imports, com toda certeza esse marco na história do Por Acaso não seria realizado tão facilmente: