Por: Ricardo Daniel Treis | 21/08/2013

Bom, título do post ficou meio histérico, mas não é pra menos… Chan fez ontem a denúncia e fiquei de cara com o que vi.

O cara não só tem um avatar com a foto do Chan, mas também pegou outras fotos e está simulando uma vida usando a dele.

Usei umas imagens menos pessoais pra ilustrar a postagem, mas o cara não perdoou nem fotos de família…

Mesmo ciente que vivemos num momento de baixa privacidade ainda achei impressionante ter visto isso. O cara tem usado esse perfil para endossar venda de equipamentos fotográficos em fóruns, e não foi a primeira vez: até então pôde-se contar pelo menos dois perfis fazendo essa clonagem com o Chan.

Eis ai a importância de limitar os níveis de privacidade dos dados na timeline. Nosso amigo estava ainda mais exposto, já que usa o formato fanpage para se corresponder na rede.


Pode haver um de “você” vendendo trabalhos acadêmicos nalgum site russo, bebida “importada” no Mato Grosso ou serviço de amigas “acompanhantes” em Brasília… E até que alguém lhe avise ou contate por engano, não há como saber.