Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Policiais civis de Jaraguá do Sul agora estão aptos a operar fuzis 5.56 e 7.62, ambos da Imbel, fabricante nacional. O treinamento especializado ocorreu no último dia 22, no Centro de Treinamento Tático da Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), localizada em Ribeirão Pires, no Estado de São Paulo.

Durante as 10h/aulas os agentes receberam orientações sobre o emprego desse tipo de arma longa e de suas munições, visando o emprego dos fuzis de acordo com as diretrizes operacionais da Polícia Civil.

A instrução contou com uma parte teórica e outra prática. Na parte teórica foram abordadas todas as características do armamento e de seu calibre. Os tópicos do conteúdo do curso foram: regras básicas de segurança, posição de tiro (em pé, ajoelhado e deitado), empunhadura, precisão, recarga, solução de panes e sonservação e limpeza da arma. Na parte prática, foram feitas várias seções de disparos simulando inúmeras situações de confronto.

Ao final, os policiais civis foram submetidos a uma prova prática, que avaliou o grau de aprendizado deles. Os alvos foram dispostos em distâncias que variaram de 5 a 60 metros.

Segundo o escrivão Reginaldo Henrique Leite, Jaraguá tinha armamentos parados, por não ter ninguém capacitado para utilizá-los.

— Agora que três agentes fizeram o treinamento, a intenção é que os delegados possam utilizar esses armamentos em operações —, diz.

Reginaldo destacou ainda a importância deste preparo agora que o município passará a contar com um Departamento de Investigação Criminal (DIC).

— A estrutura já está pronta, um delegado e seis agentes já estão prontos para dar início ao trabalho, e a expectativa é de que a DIC seja inaugurada ainda em outubro —, informa.


Via AN.