Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Dessas da Internet, nada impede, que por exemplo, um moleque de 14 anos lá do Acre leia um texto do Saramago e publique embaixo “vc só ecreve babaquisse caraw”. Nesses dias de compartilhamento de conteúdo tal circunstância é inevitável, e deve-se saber como digerir ela. 

Chico Buarque, ao que parece, descobriu alguns dias atrás que tinha vídeos seus no YouTube, e que há uma galera não muito fã dele.

Olha a reação.

Haters gonna hate.