Por: Ricardo Daniel Treis | 5 anos atrás

Da inscrição despretensiosa em um concurso na internet, a catarinense Catarina Migliorini se tornou a mulher escolhida para ter a virgindade leiloada em todo o mundo. Nove dias depois de abertos os lances em um site, especula-se que o preço ultrapasse US$ 150 mil.

Há um mês em Bali, na Indonésia, a jovem de Itapema participa de um documentário ao estilo reality show, que mostrará os bastidores dos dias que antecedem a primeira noite dela e também do russo Alex Stepanov, o homem selecionado para o leilão.

[youtube_sc url=”http://youtu.be/_lSLTBCw1PU” width=”640″ autohide=”1″]

Os dois foram escolhidos pelo diretor australiano Justin Sisely, há dois anos, para integrar o inusitado projeto e gravar o documentário “Virgins Wanted”. Como pré-requisito, eles precisavam ser virgens e explorar as imagens em fotos e vídeos. “Tinha 18 anos, e pelo fato de ser virgem, resolvi me candidatar, mas sem ilusões”, lembrou Catarina, ontem, por telefone, de Bali.

Dois anos depois da escolha, o projeto teve início com a viagem de Catarina à Indonésia. Evita pensar em como e com quem perderá a virgindade supervalorizada. Do Brasil, ela recebe o carinho da mãe, que enfatiza não ter influenciado em nada a decisão da filha.

Via AN.


Curiosidade: qual mulher faria questão de tirar a virgindade dum moleque? “Vamos começar? Eeeee acabou.”