Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás

Lembra que a gente comentou que o WhatsApp é listado em 40% dos casos de divórcio? Pois então, mais uma vez o aplicativo levou um casal à Justiça.

O juiz de Santa Catarina, Alexandre Morais da Rosa, recebeu um processo de um casal em que a mulher pedia que a Justiça obrigasse o marido a mostrar as mensagens do WhatsApp.

O caso, ocorrido na 4ª vara criminal do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), é de violência doméstica e corre em segredo de justiça. Em entrevista concedida ao Correio Brazilianse, o magistrado conta que houve agressão.

“Houve uma discussão com agressões – por parte do marido – porque a mulher queria saber com quem ele estava falando nas mensagens do celular”, disse Rosa.

Na Itália, o aplicativo é citado em pelo menos 40% dos casos de divórcio do país. As mensagens trocadas no app são listadas como evidências de traição, segundo um relatório de uma associação de advogados matrimoniais do país europeu.