Por: Sistema Por Acaso | 12/02/2015

O catarinense e ex-diretor de marketing do BB, Henrique Pizzolato se entregou à Justiça italiana nesta quinta-feira (12), após a Corte de Cassação de Roma ter decidido por extraditá-lo. Ele se entregou na cidade de Maranello.

Segundo a defesa de Pizzolato, ele já foi transferido para a penitenciaria chamada Casa Circondariale di Modena.

Pizzolato foi condenado a 12 anos e 7 meses de prisão no julgamento do Mensalão do PT. Segundo o Supremo Tribunal Federal (STF), ele cometeu os crimes de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro. 

20150211123426865192e

A decisão sobre a extradição para o Brasil, divulgada pela Corte também nesta quinta, será agora política e irá para o Ministério da Justiça da Itália, que tem até três semanas para decidir. A Corte de Cassação acatou recurso do governo brasileiro e do Ministério Público da Itália, contra sentença da corte de Bolonha do ano passado que negou a extradição.

A Procuradoria-Geral da União, que enviou representante à Itália, informou que o governo brasileiro foi oficialmente notificado da decisão da corte italiana às 7h, no horário de Brasília. Para secretário de Colaboração Internacional da PGR, Vladimir Aras, a decisão final sobre a extradição do ex-diretor de marketing será “política”, já que cabe agora ao Ministério da Justiça da Itália.

Leia mais aqui.