Por: Anderson Kreutzfeldt | 4 anos atrás
Delegada-1024x730

(Foto: Eduardo Montecino)

Na manhã desta sexta-feira (6), a Polícia Civil de Jaraguá do Sul confirmou que o corpo que foi encontrado carbonizado dentro de um carro, em Barra Velha, no dia 23 de maio, é de Alexandre Anacleto. Ele sequestrou a filha no dia 21 de maio, durante uma visita assistida.

Segundo a delegada Milena de Fátima Rosa, a polícia ouviu dois jovens de 13 e 15 anos, que contam ter encontrado o corpo do homem já morto, dentro do veículo, e testemunharam ter visto marcas de violência física e de arma de fogo. Com medo de serem incriminados pelas digitais, os adolescentes incendiarem o carro junto do corpo. Uma nova perícia foi solicitada à polícia de Barra Velha para confirmar se existem marcas de tiros nos ossos de Alexandre.

Nenhuma outra hipótese foi descartada nas investigações, apenas a de suicídio. A menina de apenas um ano,  ainda não foi encontrada, mas foi descartada a possibilidade que ela esteja morta. A polícia continua as investigações.

Fonte: O Correio do Povo