Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Reprodução/Reuters

Reprodução/Reuters

O ministério da justiça instaurou processos administrativos contra as redes Magazines Luiza, Ricardo Eletro, Casas Bahia e Ponto Frio

O Ministério da Justiça abriu processos contra redes varejistas acusadas de práticas abusivas na venda casada de produtos e seguros, disfarçados de garantia estendida. Há também seguro de vida e planos odontológicos sem solicitação dos consumidores.

“Os varejistas parecem estar se transformando em grandes vendedores de seguros. Temos notícias de uma empresa que comercializou mais de R$ 9 milhões de apólices de seguro em 2013”, disse Amaury Oliva, diretor do departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, vinculado à Secretaria Nacional do Consumidor.

Foram instaurados processos administrativos contra as redes Magazines Luiza, Ricardo Eletro, Casas Bahia e Ponto Frio. A redebInsinuante foi notificada para prestar esclarecimentos sobre a venda de seguros, serviços adicionados e suas regras de venda.

 

Fonte: Agência Brasil