Por: Gabriela Bubniak | 6 meses atrás

Os termômetros marcavam 0,6ºC, mas o frio intenso não parou o casal Viviane Grassi e Felipe Fert. Eles enfrentaram o frio intenso e a geada para um ensaio fotográfico no amanhecer de 20 de julho em Campo Belo do Sul, Serra Catarinense.

“A cada 10 minutos de fotos, eu corria para o carro com cobertores para me aquecer”, conta Viviane, de 32 anos, em entrevista ao portal G1.

download-1-

Foto: Renato Pinheiro/Divulgação

O convite para o ensaio foi feito no dia anterior pelo fotógrafo Renato Pinheiro. “Eles prontamente apoiaram, mesmo o noivo achando uma super loucura”, diz o profissional, que pela primeira vez fotografou um casal na geada.

“Saí no dia 19 para fotografar a geada mesmo. Naquele momento percebi que teria que fotografar uma noiva na geada. E em menos de 24 horas organizamos tudo, vestido de noiva, apoio na locação da vinícola, maquiagem”, conta o fotógrafo.

Viviane conta que aceitou o convite na hora. “Os primeiros cliques foram difíceis, mas com a desenvoltura do Renato e sua equipe acabou se tornando tranquilo”.

O casal saiu de Lages, onde mora, às 5h para chegar em Campo Belo do Sul antes do amanhecer.

download-6-

Foto: Renato Pinheiro/Divulgação

“Esperamos o sol nascer, apreciando o branco que cobria o campo. E lá, com todo o frio, a Viviane se vestiu e começou a maratona de frio. Mas nada que um cobertor não ajudasse. Além do espetáculo da geada, o nascer do sol foi fantástico, a névoa deu um ar super polar, e os cavalos da fazendo posaram juntos com o casal. Foi mágico”, afirma Renato.

download-4-

Foto: Renato Pinheiro/Divulgação

Para Viviane, o resultado foi além do esperado. “Valeu muito a pena todo o esforço feito. Como foi muito repentino, poucas pessoas ficaram sabendo, mas o comentário era: ‘vocês são loucos’, ‘eu não teria coragem'”.

Fonte: G1
Fotos: Renato Pinheiro/Divulgação