Por: Anderson Kreutzfeldt | 4 anos atrás

modi

O líder nacionalista hindu, Narendra Modi, possivelmente o próximo primeiro-ministro indiano, causou polêmica ao aderir à moda selfie durante as eleições legislativas da maior democracia do mundo nesta quarta-feira.

Depois de votar em seu reduto de Guyarat (noroeste), o candidato opositor fez um autorretrato com o dedo manchado de tinta, mostrando ter exercido seu direito de voto, e postou nas redes sociais.

A foto, que incluiu uma flor de lótus — símbolo do partido de Modi —, levou seus adversários a apresentaram uma queixa na Comissão Eleitoral (CE) por suposta violação de regras que proíbem o uso de símbolos partidários a 100 metros de uma cabine eleitoral.

O Partido do Congresso, principal força política desde a independência da Índia, em 1947, pode enfrentar uma dura derrota contra o partido opositor nacionalista hindu Bharatiya Janata Party (BJP), de Modi, que dirige o Executivo do estado de Guyarat desde 2001.

— Posso dizer que desta vez nada pode salvar o governo de mãe e filho — ironizou o opositor em referência a Sonia Gandhi, presidente do Partido do Congresso, governamental, e seu filho Rahul, que lidera a campanha em seu nome.

Cerca de 140 milhões de eleitores, de um total de 814 milhões, vão às urnas em nove estados da Índia. Os resultados serão anunciados no dia 16 de maio.

via