Por: João Marcos | 27/06/2013

Quatro meses depois de anunciar que a empresa concessionária do transporte público, a Viação Canarinho, seria multada pela demora em cumprir decreto que revogou o reajuste das tarifas de ônibus em Jaraguá do Sul, o Procon finalizou ontem os estudos apontando em R$ 18 mil o valor da infração. A empresa já foi notificada.

Segundo Luis Fernando de Almeida, presidente do órgão, o montante foi baseado no valor apontado pela Canarinho, de R$ 8 milhões, como receita operacional do mês de março deste ano. “O correto seria que a gente aplicasse sobre a receita bruta, porém, até hoje a Prefeitura não conseguiu obter este relatório”, alega Almeida, que admite que para o porte da Viação Canarinho a multa não deve ter um reflexo considerável no caixa. “O valor não vai fazer diferença. O principal é que estamos mostrando que vamos cobrar o respeito à lei. Não tem dois pesos, duas medidas”, defende o presidente.

Leia a matéria completa na página do OCP Online