Por: | 7 anos atrás

O Google acaba de anunciar uma grande mudança na tecnologia de buscas que permitirá que os internautas encontrem informações mais precisas e resultados complementares à solicitação original. Chamada de Knowledge Graph, a nova tecnologia “entende” o contexto de uma busca. “A busca ficará mais inteligente, porque entenderá as nuances do termo usado”, diz Amit Singhal, vice-presidente sênior do Google.

Na prática, ao digitar um termo de busca, o algoritmo do Google não só pesquisará os resultados mais relevantes que contém as palavras, como acrescentará aos resultados outras informações complementares. Se um internauta digitar Leonardo da Vinci na busca do Google, além de retornar páginas sobre o artista, a busca mostrará artistas relacionados, outros termos de busca relacionados e imagens das obras do artista.

“Trata-se do primeiro passo crítico para construir a próxima geração da busca, que usa a inteligência coletiva da web para entender o mundo de uma maneira mais parecida com os humanos”, diz Singhal. Por enquanto, a nova tecnologia de busca só funciona na versão americana da busca do Google – na web, smartphones e tablets.

 

O Knowledge Graph funciona a partir de uma rede de objetos, ou seja, uma série de conteúdos que se relacionam entre si. Segundo o Google, a nova tecnologia já usa mais de 500 milhões de objetos, além de 3,5 bilhões de informações e relacionamentos entre os objetos. Esses grupos de conteúdo são formados com informações colhidas pela busca, como os termos mais usados, e também por conteúdos encontrados na web.

Via IG