Por: João Marcos | 5 anos atrás

A4546conteceu na manhã de hoje, reunião na Câmara de Vereadores para tratar sobre a atuação do Bombeiros Voluntários frente os trabalhos dos Bombeiros Militares. Esta situação causou questionamentos dos voluntários que recorreram à Câmara de Vereadores e ao Executivo para encontrar uma solução. Presente na reunião, o prefeito de Jaraguá do Sul, Dieter Janssen, defendeu a atuação dos Bombeiros Voluntários e lembrou que quando esteve como deputado estadual acompanhou a tramitação do Projeto de Lei 65, que concedia poder de polícia aos Bombeiros Militares, com estensão do poder aos Voluntários.

No dia (09/10), por 24 votos a 5, a Assembleia Legislativa de Santa Catarina aprovou projeto que concede poder de polícia para os bombeiros militares, incluindo a emenda do deputado estadual Darci de Matos (PSD) que estende o direito aos bombeiros voluntários.

Durante reunião na Câmara sobre as discussões do PL 65, o prefeito entrou em contato com o secretário de Estado da Segurança Pública César Augusto Grubba e explicou que os trabalhos realizados em Jaraguá do Sul pelos voluntários é competente, coerente e que aqui esta instituição deveria ser fortalecida.

Grubba disse ao chefe do executivo que vai conversar com o comandante dos Bombeiros Voluntários de Santa Catarina, Coronel BM Marcos de Oliveira, para que a sede militar do Bombeiros que se instalaria em Jaraguá do Sul seja destinada para outro município, permitindo assim que os voluntários tenham atuação integral.

Com a solução encaminhada junto ao Estado, o prefeito disse que vai conceder, por meio de convênio, poder de polícia aos Bombeiros Voluntários de Jaraguá do Sul para que, por meio do Centro de Apoio Técnico (CAT) possam interditar estabelecimentos em situação irregular, emitir notificações aos proprietários e estabelecer prazo para cumprimento de alterações.

Participaram também do encontro o presidente dos Bombeiros Voluntários de Jaraguá do Sul, Hermes Nissen, os vereadores Arlindo Rincos e José Osório de Ávila, o presidente do Ipplan Benyamin Parhan Fard, a presidente da ACIJS Monika Hufenussler, o procurador geral do município Raphael Rocha Lopes e os Promotores de Justiça Aristeu Xenofontes Lenzi e Rafael Meira Luz.