Por: Ricardo Daniel Treis | 6 anos atrás

Não sei o quanto vocês acompanham a cena política da cidade, mas o fato da vez é que, após os resultados das urnas, as situação ficou tensa na Prefeitura Municipal de Jaraguá. Segundo Sérgio Peron, “está rolando uma varredura e meio-mundo foi exonerado”.

As razões oficiais para que isso esteja acontecendo talvez não precisem ser declaradas muito menos justificadas (mas acredito que todos saibamos do que se trata), o foda é que está sobrando pro povo.

A informação é de que não só as exonerações estão rolando, mas houve um corte geral nas verbas das secretarias. Provando o ponto, a organização do Jaraguá in Rock foi informada nesta segunda-feira pela Fundação Cultural que o evento agendado para este sábado teria que ser cancelado. Com realização sem fins lucrativos, o evento contava totalmente com o apoio da Prefa, e agora possivelmente não vai rolar – digo “possivelmente” porque as meninas da Motriz estão suando sangue para que ainda ocorra.

A não realização recorre não só na ausência do evento para o público jaraguaense, mas também no dano financeiro e à imagem dos organizadores e bandas.

V DE VINGANÇA VERBA
É justo? Prefeita, a Sra. teve mais de 34% dos votos nas urnas, não previu o efeito dominó sobre estas pessoas que aprovaram sua administração? Faltam 2 meses para o fim do mandato, e ele vai terminar assim, avacalhado.

Não só o Jaraguá in Rock está comprometido, temos também a participação de Jaraguá do Sul no Jasc em risco. Sem técnicos, nossos atletas não sabem o que fazer!

“Se o povo tem memória curta, como dizem, acredito que, ao contrário, os jovens têm ótima memória”. Suas palavras, Sra. Prefeita, lembre-se delas.


P.s: Vamos encaminhar a publicação à prefeitura à espera de um pronunciamento oficial.

UPDATE:
Saiu no Correio do Povo a versão da Fundação Cultural.