Por: Gabriela Bubniak | 15/04/2016

Cultura é um direito de todos! É isso o que acredita a equipe de voluntários que dá forma ao Projeto Fome de Amor, de Guaramirim.

Neste sábado, o Projeto vai receber a peça “Sobre Si“, do grupo Cia de Artes Nissi, e abre as portas para toda a comunidade prestigiar. A entrada é gratuita, mas cada espectador tem o compromisso de levar 1kg de alimento não perecível para ajudar na arrecadação.

A história da peça vai se passar na família do Sr. Arnolf, que é surpreendida com situações extremamente desagradáveis. Diante de graves problemas, os atores farão o público refletir como seria ter Jesus por perto.

A peça está marcada para começar às 19h30, na sede do Fome de Amor, que fica na Rua Natal Deretti, próximo à Panificadora Cantinho Doce, em Guaramirim.

12798955_759296337435946_1631008729412667606_n

Olhar para os mais necessitados

O projeto Fome de Amor completou cinco anos em novembro de 2015 e tem o único objetivo de ajudar a quem mais necessita. Foi idealizado pelo policial militar Patrick Josué Paes de Lima e pela esposa Andreia da Silva Lima, também pastores evangélicos, que hoje são auxiliados por um grupo de mais de 80 voluntários. Hoje, o grupo conta com 10 bases espalhadas pelo Brasil e outra na África do Sul.

O grupo recebe doações de todos os tipos, como roupas, alimentos, cobertores e colchões, para entregar a quem precisa. Hoje, aproximadamente 100 famílias são atendidas com cesta básica pela equipe.

A entidade ainda oferece apoio psicológico à comunidade, com uma psicóloga voluntária que atende todas as terças-feiras.

O acolhimento oferecido pelo Fome de Amor também é espiritual. Todas as quintas-feiras e aos domingos, o local vira palco de cultos, com o intuito de promover a fé.

Para ser voluntário ou fazer doações, o contato pode ser feito através do telefone: 9995-5258. Contribuições em dinheiro também são bem-vindas, para ajudar com os gastos mensais da estrutura.

Conheça o grupo artístico

A Cia de Artes Nissi é formada por jovens voluntários que percorrem o Brasil e outros países, utilizando a arte como ferramenta de evangelismo e inclusão social. Através das ações artísticas realizadas, o grupo consegue ajudar instituições, comunidades religiosas e projetos como o Fome de Amor. Além disso, realiza arrecadação de doações e vendas dos DVD gravados, as crianças da Aldeia Nissi, na Angola, tem recebido educação e alimentação diária.

Fotos: Dani Menezes/Fotografia