Por: Gabriela Bubniak | 1 ano atrás

Catarina, uma bebê girafa recém-nascida, é a mais nova moradora do zoo do Beto Carrero World. Forte e grandalhona, com 1,90 metro e 80 quilos, mas cheia de fofura, ela já passeia pelo zoo ao lado dos pais e do irmão mais velho, também nascido em Penha.

O nascimento de Catarina, no dia 12 de fevereiro, foi acompanhado com cuidado pelos biólogos e veterinários do parque. Assim que deixa a barriga da mãe, um bebê girafa tem até uma hora para ficar em pé, um sinal de que está bem de saúde. Valente, a girafinha levou menos de 20 minutos para se levantar e ganhar um carinho da mamãe, Savanah.

De acordo com a bióloga Kátia Cassaro, responsável pelo Zoo Beto Carrero World, “ela nasceu muito saudável, e está se desenvolvendo muito bem nestes primeiros dias de vida”.

Gente, não é fofa demais?

Gente, não é fofa demais?

O zoo do Beto Carrero World é um dos dois únicos no país que estão aptos a reproduzir girafas em cativeiro. O trabalho é considerado muito importante pelos especialistas, já que as girafas são animais ameaçados de extinção.

Daniel Fedullo, veterinário do zoo, diz que nas últimas três décadas a população diminuiu 40% no continente africano. A ideia, agora, é fazer remanejo entre os animais que estão no Brasil para que haja novas combinações genéticas e a reprodução continue viável. No Brasil, existem apenas 16 girafas, sendo 5 fêmeas e 11 machos, e apenas dois zoológicos têm casais em condições de reprodução.

No futuro, Fedullo espera poder reinserir girafinhas nascidas no Beto Carrero World em seu habitat natural, na savana africana.

Fontes: Diário Catarinense e BCW
Fotos: divulgação/BCW