Por: Ariston Sal Junior | 4 anos atrás
Reprodução/Internet/BBC

Reprodução/Internet/BBC

Contando ninguém acredita, mas a notícia é de fonte “confiável” e saiu na Folha. Um tribunal da cidade de Lahore, no Paquistão, acusa um bebê de nove meses de tentativa de homicídio, de ter ameaçado a polícia e de ter interferido em assunto do Estado. Fala sério! Poderia chamar isso, no mínimo, de palhaçada.

Muhammad Mosa Khan compareceu ao tribunal, levado por seu avô e foi liberado sob fiança. O advogado da família explicou que o incidente aconteceu no dia em que a polícia fez uma operação na localidade onde a família do bebê mora, para investigar uma denúncia de roubo de gás.  O bebê estaria com um grupo de 30 pessoas, que teriam atirado pedra nos policiais.

O processo contraria a idade mínima para responsabilidade penal, estipulada no país, que é de 12 anos. Críticos no Paquistão pedem que a justiça retire a acusação contra o bebê.