Por: Max Pires | 8 anos atrás

Fato ocorrido na última terça-feira.

A central de emergencia regional da Polícia Militar foi informada de ocorrência de desavença comercial.

A Guarnição PM no local constatou que   realmente se tratava de desentendimento comercial envolvendo duas vizinhas, sendo que uma delas durante a discussão, desferiu um soco contra uma janela vindo, a ferir a mão. A GU PM orientou as partes quanto aos procedimentos cabiveis, enquanto aguardava  a chegada do CBV.

Durante o aguardo dos bombeiros a Sra  S.Q.  ficou  injuriando a  outra parte Sra J.Z, foi orientado para que a senhora se retira-se do local e fosse para residência para evitar outros transtornos, foi então que a  senhora começou a proferir palavras de baixo calão aos policiais.

A GU PM  então deu voz de prisão a feminina que se evadiu para o interior da residência , ao ver que a mãe seria detida o filho  da agente J.J.Q.19 anos,  também desacatou a GU PM com palavras de baixo calão, em seguida e trancou-se dentro da residência juntamente com a mãe.

Os agentes (mãe e filho) ao  serem informados que se não  se entregassem seria adentrado a residência e feito o uso da força necessária para detê-los; o masculino entregou-se e a mãe teve um mau súbito (desmaio), sendo que  o filho  foi encaminhado a Delegacia de Policia, a mãe ficou aos cuidados do CBV.