Por: Anderson Kreutzfeldt | 14/02/2014

Espero que a história desse cara ecoe sempre pela humanidade:

Em 1936, uma fotografia registrou a existência do operário August Landmesser, que se recusou em saudar Hitler e os nazistas durante o lançamento do navio SSS Horst Wessel.

conheca-august-landmesser-o-homem-que-nao-saudou-hitler

August Landmesser, desapareceu em outubro de 1944, sendo declarado oficialmente morto cinco anos depois. Sua história só veio a torna-se publica em 1991, quando a supracitada foto foi publicada por um jornal alemão Die Zeit e sua filha o reconheceu.

Em 1931, esperando conseguir um emprego, August juntou-se ao Partido Nazista, mas em 1935 envolveu-se com uma judia (Irma Eckler) com quem teve duas filhas e foi expulso do partido.

conheca-august-landmesser-o-homem-que-nao-saudou-hitler-01

Por conta do seu relacionamento com Irma, August foi acusado de “desonrar a raça ariana“, sendo preso e sua esposa encaminhado para um campo de concentração onde foi morta. Anos depois August foi liberto da prisão e enviado à guerra.

Em 1941, ano em que foi convocado para a batalha, August Landmesser foi dado como desaparecido em combate e posteriormente declarado morto.

Das duas filhas geradas no relacionamento de August com Irma, foram inicialmente colocadas em orfanatos, contudo Ingrid foi enviada para viver com seus avós arianos, enquanto Irene foi enviada para um campo de concentração, vivendo escondida por algum tempo até a derrota dos nazistas.

conheca-august-landmesser-o-homem-que-nao-saudou-hitler-02

Hoje a imagem de August Landmesser é lembrada como a de um homem que teve coragem de agir conforme sua consciência, mesmo indo contra o pensamento coletivo.

Fonte