Por: Gabrielle Figueiredo | 09/11/2015

As unhas, muitas vezes, passam despercebidas quando o assunto é saúde. Mas, engana-se quem pensa que elas têm função puramente estética, afinal, também são um reflexo do bem estar do corpo. E, quando apresentam algumas deformações, podem evidenciar sinais de doença ou falta de vitaminas. Conheça alguns sintomas:

Unhas pálidas

Unhas pálidas podem ser sintomas de anemia por deficiência de ferro ou B12 ou pela falta de vitaminas C, A, E, complexo B e zinco. “Neste caso, o indicado é a pessoa aumentar o consumo de feijão branco, que é rico em ferro de boa absorção. A inclusão de uma fruta rica em vitamina C, como a laranja, e saladas com azeite também são uma boa alternativa”, explica a nutróloga Cristiane Molon.

Unhas quebradiças

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A quebra com facilidade e a descamação das unhas também exigem cuidado.  Isso acontece devido à falta de vitamina A, proteínas e cálcio, além do contato com produtos químicos encontrados em diversos alimentos industrializados. O consumo de refrigerantes favorece a perda óssea e o excesso de café a excreção de cálcio. “Sugiro o aumento do consumo de produtos ricos em cálcio, de boa biodisponibilidade, junto aos nutrientes que auxiliam a entrada do cálcio no osso, como brócolis e verduras de cor verde escura, sardinha, açaí e gergelim”, comenta. Também é imprescindível a exposição à luz solar, fonte de vitamina D, ou seja, fundamental para o equilíbrio ósseo.

Unhas que não crescem

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Para as unhas que não crescem, a dica é ingerir mais frutas e folhas verdes. Esse problema pode ser causado pela deficiência de vitamina A e zinco, uso de certos medicamentos ou problemas com saúde intestinal.  Unhas finas e quebradiças são situações comuns em casos de síndrome de má-absorção em que o problema, geralmente, é intestinal.

Unhas com linhas horizontais e frágeis

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Já as com linhas horizontais e frágeis são reflexos da falta de vitaminas do complexo B, desequilíbrio hormonal, sinal de intoxicação ou traumas. O ideal é adotar princípios desintoxicantes encontrados na couve, no gengibre e na casca de limão. “É bom evitar alimentos ricos em corantes, conservantes e adoçantes. Muita atenção com a intoxicação por consumo de comidas quentes em recipientes de plástico, como o café em copos desse material”, alerta.

Unhas que soltam do  leito

A nutróloga ainda chama atenção às unhas que soltam do leito e são espessadas. Isso pode ser sinal de psoríase, intoxicação por medicamentos, infecções por fungos, problema com a flora intestinal e hipersensibilidades alimentares. Como opção de tratamento, a opção é adicionar ao cardápio alimentos com poder antifúngico, como hortelã, própolis e semente de abóbora.