Por: Sistema Por Acaso | 8 anos atrás

O assassino de John Lennon vai continuar na prisão. Mark David Chapman viu recusado o pedido de liberdade condicional após uma audição feita por um painel de especialistas através de videoconferência, noticia a BBC News.

Esta foi a sexta vez que Chapman tentou ser libertado. Segundo um comunicado oficial, o pedido foi recusado devido à falta de respeito pelas normas da sociedade e pela vida humana, apesar do bom comportamento demonstrado na prisão. Dia 8 de Dezembro passarão 30 anos sobre a morte de John Lennon. O ex-Beatle foi assassinado à porta do seu apartamento, em Nova Iorque, com quatro tiros à queima-roupa.

Chapman foi sentenciado a uma pena mínima de 20 anos de prisão e uma pena máxima de prisão perpétua. Actualmente com 55 anos, o norte-americano só poderá voltar a fazer um novo pedido de liberdade condicional em 2012.

Via IOL Música