Por: João Marcos | 4 anos atrás

O governo exigirá aplicativos nacionais em smartphones a partir de outubro. A portaria com as definições sobre as regras para uso dos aplicativos – em troca de isenção fiscal para os smartphones fabricados localmente (PIS e Cofins) – será publicada nessa semana, mas o secretário de Telecomunicações do Minicom, Maximiliano Martinhão, antecipou que a adoção dos aplicativos será gradual e respeitará fases.

“A primeira começa em outubro ( não adiantou o número de apps), a segunda vai até dezembro. O nosso projeto é de ter, ao final de dois anos, cerca de 50 aplicativos disponíveis. Definimos também que há uma área de aplicativos obrigatórios voltados para serviços públicos”, disse, sem revelar, porém, a proporcionalidade entre eles. E, nesse momento, os aplicativos – mesmo sendo software – não vão receber o selo da CERTICs, criada pelo MCTI.

Via Uol