Por: Sistema Por Acaso | 3 anos atrás

abastecer

O diretor do Procon de Jaraguá do Sul, Luís Fernando Almeida, esclarece que, após pedido de investigação pelo órgão, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) responderam que não há formação de cartel entre os postos da cidade. O pedido de investigação foi motivado por comentários, em redes sociais, de que haveria cartel entre os donos de postos de combustível de Jaraguá do Sul. Ainda em 2013, o Procon enviou ofício à ANP, Cade e Ministério Público solicitando a investigação de cartel, que é o emparelhamento dos preços através de acordo entre os proprietários, considerado crime. “Ainda em 2013 recebemos a Nota Técnica 051/CDC da ANP, afirmando que não há evidências de cartel na cidade. Também recebemos ofício nº 5.199/2013, do Cade, com a mesma avaliação final da ANP. O Ministério Público ainda não se posicionou com relação ao nosso pedido”, detalha Almeida.