Por: Ricardo Daniel Treis | 8 anos atrás

“Hoje a chapa vai esquentar”, coisa que cantam na balada e mais parece hino de funcionário de lanchonete.

Momento Uau: a sigla “K.O” vem de “knock out”, nosso popular “nocaute”. A sigla “A.K.A” vem de “also known as”, que significa “também conhecido como”. A sigla “W.C” vem de “water closet”, algo como “quartinho da água”. E tenho minhas teorias quanto ao “X-Burguer” ser um derivado aberrativo do “CheeseBurguer”.

Vai um aperto de mão para o arquiteto da diabólica lógica do jogo do relacionamento, onde a atenção que você dispensa é inversamente proporcional à ganha.

Você sabe que está ficando velho quando vai tirar uma soneca de 20 minutos às nove da noite e só acorda quatro horas depois.

Você é daqueles que coloca 1:30 ou 90s no painel do microondas? E tem aqueles que, por exemplo, digitam “44” pra não ter que apertar dois botões diferentes.

Lembrei da empregada que tive, que saía e esquecia todas luzes da casa acesas mas lembrava de trancar à chave as janelas. Moro no segundo andar, fico imaginando o assaltante voador que ela tanto temia.

Que Sheakespeare o quê. Quero ver melhor poeta de relacionamentos que o Veríssimo: “felicidade não é viver uma grande paixão, é ter alguém para coçar as suas costas”.

Bela analogia o caso dos adesivos “Família” para quando o relacionamento termina. O que resta do cônjuge é uma incômoda mancha grudenta, que fica acumulando sujeira  e alguns recorrem ao álcool para fazer sumir.

(publicado originalmente na coluna Por Acaso de 15 de abril, páginas 11 e 12 do jornal FolhaSC)