Por: Sistema Por Acaso | 04/02/2015

comp-silva-diaz-taunting-1

Anderson Silva testou positivo para o uso de anabolizantes. O UFC confirmou que o ex-campeão dos médios testou positivo em um exame surpresa em janeiro deste ano, alguns dias antes da luta contra Nick Diaz, em que marcou seu retorno ao octógono. A notícia surge três dias depois de ele voltar a vencer uma luta de MMA, vindo de uma longa recuperação por conta da fratura na perna sofrida em 2013.

Em nota oficial, o UFC informou que foi comunicado pela Comissão Atlética de Nevada de que Anderson Silva testou positivo para substância drostanolona, uma espécie de anabolizante. O teste aconteceu no dia 9 de janeiro, quase um mês antes de seu combate com Diaz.

“Anderson Silva tem sido um excelente campeão e um verdadeiro embaixador do esporte das artes marciais mistas e do UFC. O UFC está desapontado por saber destes resultados iniciais. O UFC tem uma rígida e consistente política contra o uso de qualquer droga ilegal, de alteração de desempenho ou agentes mascarantes, por parte de seus atletas”, disse a nota oficial.

A luta só aconteceu porque o laboratório atrasou em entregar o exame do doping, segundo o UFC. Nick Diaz também foi flagrado em um exame antidoping. Ele testou positivo para metabólicos relacionados a maconha no exame pós-luta. O norte-americano já é reincidente, além de ser um defensor do uso de maconha. Diaz foi pego com maconha no Pride, em 2007, e no UFC, em 2012.

Anderson Silva e Diaz terão de passar por um julgamento disciplinar no dia 17 de fevereiro. O atleta brasileiro poderá ser suspenso temporariamente e também pode pedir uma contraprova.

Anderson Silva realizou, no total três exames, cedendo amostras de sangue e de urina. No exame de 9/1, foi pego. Nos feitos em 19/1 e 31/1, não teve problemas.

Por conta dos resultados, o mais provável é que o resultado do combate realizado na última madrugada de domingo (pelo horário de Brasília) vire no-contest (sem vencedor).

Em entrevista ao site MMA Fighting Bob Bennett, diretor-executivo da Comissão Atlética de Nevada, Anderson Silva também foi pego com a substância androsterona, uma forma de testosterona.

Bennett ainda revelou que Anderson foi testado em mais duas oportunidades, no dia 19 e 31 de janeiro. Em ambas as ocasiões, ele passou nos exames.

Outro ídolo do UFC foi pego em exame antidoping recentemente. Jon Jones foi flagrado com substâncias relacionadas a cocaína e anunciou que faria reabilitação.

Via UOL.