Por: Sistema Por Acaso | 4 anos atrás

Previsão para a Defesa Civil

Sexta-feira: Aviso para acumulados significativos de chuva no Litoral Sul – 50 a 60mm. Restante do Litoral – 20 a 50mm. Mar agitado com risco de ressaca. Alerta para risco de inundações, alagamentos e deslizamentos no Litoral Sul, região que registrou os maiores acumulados de chuva, acima de 150mm nas últimas 24h (detalhes na nota meteorológica).

Sábado: Aviso para chuva com acumulados significativos no Litoral Norte – 40 a 60mm, ressaca com ondas entre 2 e 3m junto à costa e ventos de sudeste de 60 a 70km/h. Há risco de alagamentos no Litoral. A chuva terá escoamento dificultado devido às ondas altas, o empilhamento da água junto à costa devido à ação do vento do quadrante sul/sudeste e à maré alta (maré de sizígia que já esta atuando).

Restante do Litoral – 20 a 30mm. Tendo em vista os acumulados de chuva registrados entre quinta e sexta-feiras no Litoral Sul, mantém alerta para risco de deslizamentos.

PREVISÃO PARA OS PRÓXIMOS DIAS:

Entre domingo e terça-feira persiste a condição de tempo mais fechado com chuva frequente no Litoral de SC, por causa da forte circulação marítima (ventos intensos de sudeste a leste vão manter o fluxo de umidade do mar em direção ao continente). De forma mais isolada há chance de chuva no Planalto Norte e Alto Vale do Itajaí. Nas demais regiões, nebulosidade variável com aberturas de sol.

Aviso de ressaca e chuva para o Litoral, com risco de alagamentos, inundações e deslizamentos. Altura de onda entre 2 e 3m junto à costa. Previsão de acumulados de chuva:

Domingo (16/02): Litoral Norte – 50 a 75mm. Restante do Litoral – 30mm

Segunda-feira (17/02): Litoral Norte – 40 mm. Restante do Litoral – 30mm

Terça-feira (18/02): Todo o Litoral – 20 a 30mm

Recomendações da Defesa Civil:
Aconselhamos as Coordenadorias municipais de Defesa Civil, das cidades com maior recorrência, nas regiões possíveis de serem atingidas para:

1. Comunicar os órgãos pertencentes ao GRUPO DE AÇÕES COORDENADAS (GRAC) municipais;

2. Comunicar aos Coordenadores Regionais de Defesa Civil as ocorrências e informações relevantes;

3. Comunicar aos Coordenadores dos Núcleos Comunitários de Defesa Civil e líderes comunitários para adotarem medidas preventivas;

4. Qualquer evento de maior impacto deverá ser informado a Central de Operações (CODEC) da Secretaria de Estado da Defesa Civil.

5. Qualquer dúvida ou necessidade de informações referente aos avisos e alertas, poderão ser obtidas com os Coordenadores Regionais de Defesa Civil ou com Gerência de Monitoramento e Alerta da Secretaria de Estado da Defesa Civil.

Caso se confirmem as previsões, a Defesa Civil recomenda:

Alagamentos e inundações: evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados ou inundados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Deslizamentos de terra: deve ser observada qualquer movimento de terra ou rochas próximas a suas residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros.

Mar agitado e ressaca: perigo a navegação e a atividades de pesca. Proteger embarcações e apetrechos de pesca e maricultura. Atenção para edificações, infraestruturas e vias em áreas de vulneráveis à erosão e inundações costeiras.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão. O telefone para contato é o (48) 3664-7056.

Fonte: Epagri/Ciram