Por: Ricardo Daniel Treis | 5 anos atrás

Teve alguém que achou que isso ficaria rolando só pela Europa?

Pra causar histeria, comentem na fila do pão que “Se tão dando cavalo pra europeu, que dizer o que servem pro Terceiro Mundo…”

Vale lembrar que é aceitável servirem cavalo porém há níveis para isso, e se extrapolados, o consumidor deve ser avisado. Quem ganha com essa pisada na bola é o mercado de orgânicos e produtores locais, o que acho muito bom.


E falando em “níveis aceitáveis de qualidade da proteína”, vamos botar o papo mais embaixo: se na lasanha que fazem pra você tem cavalo e não avisam, que diabos deve vir nos pacotinhos abaixo?

Se bem que ai é um “me engana que eu gosto” declarado… Impossível não reparar na grosseria da matéria prima desse negócio. Não importa se é cordeiro, salmão, peru ou girafa o que marcam no rótulo, o grude que cai na tigela é o mesmo.