Por: Gabriela Bubniak | 12/09/2017

Está na hora de praticar o espírito de solidariedade que mora em casa um de nós, em prol da Ana Paula Brandão. Ela tem 37 anos e busca recursos para realizar uma cirurgia em Joinville, e dar continuidade ao tratamento de uma síndrome neuropática crônica, sem cura. Essa doença é provocada por um tumor raro (cisto de Tarlov) na região lombo-sacra (no final da coluna).

E para conseguir pagar a cirurgia, ela e o Marido Eduardo lançaram campanhas de arrecadação. O valor necessário é de R$ 220 mil e até o momento foram arrecadados R$ 95 mil. Para arrecadar os R$ 125 mil restantes, ela faz campanha na internet – Ajude a Ana -, e conta com a solidariedade de desconhecidos.

Veja o vídeo  da campanha:

Como ajudar:
– Acesse a campanha e colabore
– Deposite qualquer valor (Itaú, agência 7293, conta 23397-4 e CPF 965.732.440-87)
– Ligue e converse com Ana Paula pelo telefone (47) 3050-9447.

——

Hoje nenhum remédio ajuda mais, para reduzir as dores e poder viver uma vida normal novamente, Ana precisa colocar um neuroestimulador na coluna (dispositivo cirurgicamente implantável do tamanho aproximado de um cronômetro).

dispositivo emite sinais elétricos leves para o espaço epidural próximo à coluna vertebral por meio de cabos-eletrodos, o que seria eficaz contra a dor.

Há três anos, ela sente dores e toma metadona (substância com efeitos similares aos da heroína e da morfina) para tolerá-las. Atualmente, Ana está acamada, sem conseguir caminhar nem fazer fisioterapia e depende da ajuda de seu marido, Eduardo, para realizar as atividades do dia-a-dia. Eles moram em Balneário Camboriú.

Essa síndrome nada mais é do que um tumor raro, porém benigno, mas a retirada dele pode deixar Ana paraplégica.