Por: Ricardo Daniel Treis | 7 anos atrás

Já ganhou um desse, e não sabe do que se trata? Puxaram bem a expressão, veio lá de um daqueles vídeos da Xuxa verde que tem pelo YouTube. Em resumo, usar “Aham, Cláudia, senta lá” é dar um corte em alguém.

Dá play e corre alí pros 00’30:

Tava lá Xuxa, no início da carreira, pagando um micaço num programa de baixo orçamento, tendo que controlar sozinha uma platéia de goblins desobedientes. 

Não tinha meia Paquita pra dar uma força. Xuxa ansiosa por começar a brincadeirinha prevista, mobiliza as crianças com a habilidade de um boiadeiro. “Senta lá! Senta lá! Senta! Senta lá!”, ninguém obedece, ela já tá ficando puta dos corno, então a pequena Cláudia surge no olho da tormenta com um lindo bilhetinho para sua rainha, que agora não tá mais com saco pra porralguma. A reação vocês viram: um misto de desprezo com duas doses de “não me importo”.

Traumático pra pequena Cláudia, mas eis aí então o nascimento de um sinônimo mais espirituoso para o já conhecido “É, é, tá bom, tá bom”.